Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2006

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


Pesquisar

 


Em memória

Domingo, 10.09.06
Estou muito comovida. Apesar de terem já passado cinco anos, rever estas imagens e reflectir um pouco sobre elas é muito doloroso. Só de imaginar o desespero daqueles milhares de pessoas. Falo do pior acontecimento do início do século: o ataque ao World Trade Center.
Nem parece que já passaram cinco anos… Parece-me que foi há uns meses e lembro-me muito bem desse dia. A minha mãe tinha-me ido buscar à escola e contou-me que um avião tinha colidido com uma torre nos Estados Unidos. Sinceramente nem liguei muito, afinal, no estrangeiro está sempre a acontecer uma série de catástrofes e coisas estranhas…Pensei que fosse uma notícia de telejornal mas sem grande importância. Claro que à minha idade também não me interessava muito pelas notícias, portanto, quase ignorei. Só me apercebi realmente da situação ao ligar a televisão para ver as telenovelas e ver o directo sobre a queda das torres. Quase nem queria acreditar. Eram imagens chocantes! Nunca pensei que houvesse tantas vítimas, que fosse algo àquela escala; nem tive palavras… Lembro-me de ver as imagens do incêndio, as torres a caírem, o desespero das pessoas nas ruas, mas sobretudo, as imagens das pessoas que, desesperadamente, se atiravam das janelas das torres...Tocou-me muito e fartei-me de chorar. Afinal, o que eu julgara uma coisa sem importância eram realmente uma catástrofe, sim, acho que podemos muito bem chamar uma catástrofe ao que aconteceu. O que recordo ainda até hoje é de mostrarem, no Afeganistão, quando souberam só acontecido, todos começaram a cantar, a saltar – fizeram uma festa! Mas como é que alguém é capaz de festejar perante aquele horroroso cenário de morte? Apesar de não ser racista, todo o encanto que nutria pelo Médio-oriente (proveniente das telenovelas, infelizmente…) se desvaneceu ao saber os autores dos atentados. O meu irmão, que adorava os Estados Unidos, ficou a detestar os muçulmanos… bem, mas a maior parte está inocente neste caso.
            Hoje passados 5 anos estava a ver um documentário, num canal francês, sobre o 11 de Setembro de 2001. Tive que deixar de ver e vim escrever este post. Apesar de todo este tempo ter passado não me contive e foi como se estivesse a reviver aqueles momentos. Rever as imagens e, sobretudo, ouvir o relato dos familiares das vítimas é chocante. As pessoas contavam as despedidas que as vítimas faziam, por telefone, nos últimos momentos das suas vidas – e eles sabiam que iam ser. O horror por eles vivido, o desespero…Saberem que iam morrer e não poderem fazer nada, estarem presos! Pensarem “Porque é que eu hoje estou aqui? Porque não estou lá em baixo na rua? “Porquê eu?”…Até me custa imaginar. Num desespero louco, pessoas atiram-se até de nonagésimos andares! Nas janelas, todos a pedirem por socorro, e quem está em baixo, na rua, não poder fazer nada… Ainda há quem festeje este espectáculo…
Nem tenho mais palavras, desculpem...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • cricri

    Obrigada!Tenho de me voltar a dedicar um pouco mai...

  • sol

    Encontrei o teu blog por acaso e gostei muito !Seg...

  • cricri

    Muito obrigada! Umas felizes festas!

  • Teresa

    Feliz Natal e parabéns pelo destaque :)

  • rvqgmccjoqk

    RvGZjH <a href=\"http://msepxzxnvpqg.com/...






subscrever feeds